O projeto TAGUÁ MUSIC pretende em cada uma de suas edições interligar a população por meio da música, e para que esse planejamento funcione, necessita ter a ousadia de fugir da tentação de criar eventos apenas no Plano Piloto.

O TAGUÁ MUSIC 2013 será realizado na FACITA (Taguatinga/DF) e visa promover o intercâmbio entre artistas e publico, propiciando a Taguatinga bem como a todos os moradores das cidades que a margeiam uma interação ímpar. E estamos falando de divulgar a cultura através da música para um número que passa de um milhão de habitantes, criando um link direto e coeso com a sociedade, artistas e patrocinadores.

Todo projeto ousado, necessita de uma atração ousada, e para esta primeira edição itinerante, a escolha principal foi a banda fluminense O Rappa, atualmente o maior grupo de rock do país, que vem lotando todos os locais em que se apresenta. A banda venceu nos últimos anos praticamente todos os prêmios de música e às vésperas de lançar seu novo álbum de estúdio, o grupo promete apresentar em Taguatinga um set especial, baseado no repertório do CD/DVD “O Rappa Registro: Ao Vivo na Rocinha”.

O Rappa está na estrada para a turnê do disco e DVD “Rappa – Ao Vivo”, gravado na Favela da Rocinha, no Rio de janeiro.

O álbum marca uma etapa importante da história d’O Rappa. Após discos desucesso, hits como “A Feira”, “Minha Alma (A Paz que Eu Não Quero)” e covers explosivos como “Hey Joe”, a banda se instalou em uma garagem desativada para capturar a força que poucas bandas conseguem colocar sobre um palco. “Rappa – Ao Vivo” traça um panorama da trajetória de sucesso da banda, que é resultado de timbres de Dub, Reggae, Rock, riffs intensos e efeitos que emolduram psicodelia dentro de contornos brasileiros modernos. O pacote sonoro embrulha sentimentos por dias melhores, que caminham sobre mensagens críticas que abordam a realidade brasileira com perspectiva própria. Ao mesmo tempo em que enxerga a vitória do dia a dia de um universo como a Rocinha, esse olhar importa o colorido que só a periferia consegue entregar.

E O Rappa sempre soube disso. Seus integrantes têm lutado contra a desigualdade social, atuando em diversas frentes, seja no financiamento de projetos que estimulem a inclusão de jovens colocados à margem da sociedade ou no recrutamento de atores de comunidades carentes para participar de seus clipes. E é com essa identidade que a banda cai na estrada.
Mapeando seu alcance sobre o território nacional, as primeiras datas do grupo incluíram São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. A estreia aconteceu no Rio de Janeiro, em show
realizado no dia 21 de outubro de 2011 na Marina da Glória. A banda já contabiliza passagens pelo Lollapalooza Brasil, quando foi headliner nacional e tocou no mesmo palco que o Foo Fighters, pela edição de Chicago do Lollapalooza, onde a banda foi escalada para tocar no mesmo palco do Black Sabbath, e pelo Fillmore Miami Beach at the Jackie Gleason Theater, um belo teatro que recebeu shows de Guns n’ Roses, Ziggy Marley, entre outros.

Essas apresentações são baseadas no conteúdo do “Rappa – Ao Vivo”, mas servirão de laboratório para um próximo disco, com previsão de lançamento para 2013. Entre as apresentações, a banda reserva a agenda para novas experimentações em estúdio, reestabelecendo o processo criativo que culminou com alguns dos grandes marcos da música brasileira.

Este também é um novo momento da relação entre fã e banda. O Rappa estabelece novos canais oficiais com seus fãs com a maciça utilização de ferramentais digitais, em especial uma melhor presença em redes sociais. Essa postura também será vista no novo site da banda, que passa ser uma plataforma de conteúdo exclusivo d’O Rappa, estreitando ainda mais o laço entre o grupo seu público. O Rappa está de volta, e ainda mais perto de seus fãs.

#orappajatavindoai

883771_465220993548647_661518089_o

Share